Favoritos de fevereiro/2017

Olá pessoas lindas que leêm este blog. Hoje estou aqui trazendo meus favoritos de mês de fevereiro: tudo que eu descobri de bom nesse mês que acabou de passar.

INNER WORKINGS – Animação curta-metragem

Queria começar com essa animação que vi junto aos trailers do filme Moana, e fiquei encantada. O curta da Disney é do animador Leo Matsuda, também animador de Detona Ralph e Operação Big Hero. Infelizmente eu não consegui achar o curta inteiro pra mostrar pra vocês, mas assim que estiver disponível dou um update no post com o vídeo completo. Por enquanto, fiquem com o trailer do curta:

Continuar lendo

Galeria: mini office – testando a câmera do Iphone 7

Então hoje eu decidi ficar brincando de fotógrafa para testar a câmera nova (aliás, estou empolgadíssima em poder começar a tirar fotos mais decentes para o blog – ou quase decentes). Até então eu costumava pegar imagens da internet para ilustrar meus posts, salvo exceções como o post de Moda de rua: Bolsas + lenços, que tirei com a câmera do meu celular antigo.

Minha intenção agora é ilustrar meus posts com fotos autorais o máximo possível e quando precisar usar imagens do Pinterest e do Google Imagens como tenho feito até agora.

Continuar lendo

Ilustrações que são a cara do verão

Começo no título do post já chamando de ilustrações porque você pode usar para várias coisas e de várias formas. Como wallpaper do celular, para colocar em quadrinhos, fundo de fotos, para imprimir e colocar no mural, colar na parede com fita e etc. Gosto bastante de reunir imagens por tema, como já fiz em outros posts, como esse e esse aqui.

E já que coloquei aqui minha to do list de verão, resolvi seguir o mesmo tema e trazer imagens que tem tudo a ver com o verão.

Continuar lendo

To do list de verão

Quero compartilhar com vocês minhas to do list para esse verão! Separei várias ideias de atividades, passeios e coisas do tipo e fiz uma listinha para os dias que falta inspiração.

   Eu acho que essa é a primeira vez – juro, da minha vida – que eu fico ansiosa para a chegada do verão. Mas é assim mesmo, a idade vai chegando e nossos hábitos mudam (cof cof, velha reumática de 19 anos). Mas, apesar de eu ser uma amante do inverno, às vezes bate saudade do tempo mais leve de verão… o vento quente batendo no rosto, o ceú azul com sol brilhante e as tempestades de fim de tarde – isso sem mencionar praia, sorvete e chá gelado.

b80c672c0e2984b13bbac1450e8832d7

Continuar lendo

Livros para ler antes de começar um novo projeto

     Começar um novo projeto exige sair de sua zona de conforto. A dimensão de começar algo diferente de tudo que você já fez pode ser amedrontante; nessa hora o ideal é procurarmos por inspiração e encorajamento, nos organizar muito bem e colocar a mão na massa – afinal o que não se sabe fazer se aprende na prática, tentando.

     Todo projeto se torna mais fácil de finalizar quando bem pensado e organizado por etapas viáveis para cada circunstância. Todo momento desencorajador é mais fácil de passar quando incentivado da maneira certa. 

Continuar lendo

Oito coisas para se fazer quando se está entediado – Dicas da Nath

1. Assista à um filme. Sabemos que tédio é uma coisa que além de nos deixar com aquele baita desânimo, também nos torna chatos e exigentes quanto ao que queremos fazer. Mas, mesmo que inicialmente você não queira, um bom filme acaba prendendo a atenção depois de certo tempo. Então, escolha um filme de sua preferência, faça um balde de pipoca e se obrigue a fazer esse sacrifício.

Dica da Nath:  Forrest Gump; Efeito Borboleta (o primeiro filme, por favor!)

Sim sim, dois filmes meio velhos e tal mas, se você já assistiu, assista de novo. 🙂

2. Procure novos aplicativos. Joguinhos daqueles bem bobões de tentar passar por obstáculos, trívias, aplicativos de música, jogos de estilo rpg, coisas úteis, novidades tecnológicas, etc. Achando um bom ou não, só de procurar você vai estar fazendo alguma coisa (não diga que nunca lhe disse uma óbvia coisa útil).

Continuar lendo

Coisas que você precisa saber sobre ter um pug + aposta da Nath

  1. Eles são extremamente carinhosos. Se você não vai gostar de um serumaninho gorducho andando atrás de você por onde você for – eu digo pra todos os lugares mesmo, esqueça ir ao banheiro sozinho – ou não gosta de lambidas de afeto, talvez um pug não seja o cachorro ideal para você. Eles adoram demonstrar o quanto te amam.
  2. Eles são dependentes. O humor deles vai oscilar junto ao seu; se você estiver desanimado, ele vai ficar desanimado junto. E se você estiver fazendo festa, ele vai festejar junto. Assim como todo cachorrinho muito apegado ao dono, ele sente com você. Não é boa ideia deixar um pug sozinho por longos períodos, ou viajar e ficar longe deles por muito tempo: eles ficam deprimidos e abatidos (e com orelhas baixas que são a coisa mais fofa desse mundo)
  3. Eles são egocêntricos. Seu amiguinho da cara achatada não vai entender que você tem afazeres que não envolvem ama-lo. O centro das atenções da sua vida, para ele, só pode ser ele. Afinal, o que é mais importante do que fazer carinho na barriga dele até que seu bichano caia numa soneca? E sim. Ele. Vai. Ficar. Emburrado.
  4. Eles são difíceis de educar e um pouco destruidores. A personalidade teimosa da maioria dos pugs é difícil de educar. Você precisa ter paciência e pulso firme. Não subestime a capacidade escaladora dos gorduchos. Se ele achar que é legal para brincar, ele vai pegar, então tenha cuidado especial com remédios, cosméticos, móveis, caixas e coisas destruíveis em geral – como óculos – (devo dizer que a carinha constante de coitados não facilita na hora de dar broncas). É bom que você sempre tenha brinquedos, coisas de roer, água fresquinha e uma cama reserva.
  5. A saúde deles é muito sensível. Eles precisam de muitos cuidados. Não ache que um pug é o tipo de cachorro que você pode deixar viver do lado de fora da casa. O sistema respiratório do pug é frágil, problemas nessa área são desenvolvidos muito rapidamente. Eles também precisam de constante cuidado com a pele principalmente na área do rosto. Você precisa limpa-lo constantemente mas sem agredir a proteção natural da pele do cachorro (o que pode ser uma tarefa complicada). Lenço umedecido de cachorro e compressas de soro e algodão são muito úteis.
  6. Se você tem pena de negar comida, não tenha um pug. É muito difícil negar comida pros pidões. Deve ser a fofura e o charme natural de cachorro. Mas o problema é que o pug tem uma tendência muito séria a ser obeso, então, pode ser que chegue a um ponto que você precise controlar até mesmo a melhor ração, trocando-a por uma versão light, por exemplo.
  7. Eles soltam bastante pelo; o que é gasto de dinheiro certo. Você vai precisar bancar uma boa ração, idas ao petshop frequentes, escovas especiais e materiais para remover pelos das sua roupas.
  8. Eles roncam, soltam pum, arrotam, coçam o bumbum no chão para limpa-lo e fazem muito cocô. Eu já tive outros cachorros além do pug, e ainda crio uma Yorkshire junto com a minha pugorducha Dolores. Acreditem em mim; só acreditem. Se você não tem senso de humor e não vai achar fofo e engraçadinho eles roncando e soltando pum no seu colo enquanto dormem a tarde toda, talvez seja melhor escolher um cachorro mais classudo.
  9. Uma opinião pessoal: Pugs não são cachorros muito adequados para crianças pequenas; principalmente se a criança for muito energética e agitada. Eles cansam fácil e são muito temperamentais, o que deixa-os estressados com facilidade. Além disso não tem estrutura para aguentar um tranco, se necessário (algo como uma queda, um esbarrão muito forte). Sabemos que educar a criança e ensina-la a amar os animais é indispensável, mas em caso de acidente o pug não será um cachorro muito resistente. Em contrapartida, acho um cachorro muito adequado para idosos (principalmente pugs já em idade adulta).
  10. Eles não precisam de muito espaço; uma corrida pelo quintal e um passeio curto é o suficiente para gastar a energia deles. Você pode mante-los em apartamentos e em pequenos espaços, mas é importante deixar ele sair e fazer coisas de cachorro esporadicamente.

  Continuar lendo