Mulheres ganhando espaço? – a mídia começa a se desconstruir

Ooooooooi pessoal! Umas das coisas principais que fiz nesse mês de janeiro foi análises de programas de TV e propagandas (principalmente programas da Globo e propagandas de cerveja). Eu estou notando alguma diferença… Olha, parece que mulheres estão começando a virar gente dentro do entretenimento de mídia. Mas antes de começarem a ver os vídeos e meus comentários, tentem se lembrar: puxem na memória de vocês e visualizem o que é e como é, segundo a mídia:

  1. Uma mulher bonita
  2. Público de cerveja
  3. Objeto principal de uma propaganda de cerveja
  4. O principal do carnaval
  5. Vestimentas de mulheres no carnaval
  6. Um programa em TV aberta falando sobre sexualidade
  7. Cientistas famosos
  8. Protagonistas de filmes de aventura/ação/ficção científica/fantasia

AGORA ATENÇÃO MINHA GENTE QUE GOSTA DE POR FOGO E ARRUMAR BARRACO: Eu não estou dizendo que TODOS os itens da lista fossem iguais até então, mas A MAIORIA deles seguiam um padrão “do que vende” na mídia, e coletivamente, isso forma uma imagem padronizada interiormente na sociedade sobre “o que é, como é” tal coisa; “o que é uma mulher de propaganda de cerveja?”. Mesmo que você entenda que padrões não precisam ser seguidos, geralmente você espera tal imagem padrão de uma mulher de propaganda de cerveja passando na TV, porque é o “normal”, o “usual”. ENTENDERAM? TA BEM?

Caso você não lembre, aqui vai um bocadinho de coisas para refrescar sua memória e te inserir no contexto: mesmo que eu não concorde com absolutamente tudo, esses vídeos (que não foram feitos por mim) vão te ajudar a entender do que eu estou falando:

Preste atenção ao jeito que a mídia altera nossa percepção de nós mesmos. Você é pessoa incrível e singular do jeito que é. Seja como for, seja como se sentir bem. Mas não seja forçado por padrões e esteriótipos a ter uma imagem corporal ruim de si mesmo. Seja uma princesa ou cavalheira, guerreira armada ou dona de casa. Pelo direito de ser quem quisermos.

FEMINISMO: movimento que busca igualdade entre homens e mulheres, derrubando esteriótipos de gênero.

O nome é ruim, eu sei. Faz parecer que é o contrário de machismo (superioridade dos homens e objetificação e rebaixamento das mulheres) ou seja, superioridade das mulheres e objetificação e rebaixamento dos homens. MAS NÃO É! Há quem chame essa modalidade de “femismo”. É tão ruim e ridículo quanto machismo (só que mais utópico).

Mas falando de coisa boa, de melhoria, de pessoas acordando para o que é importante na nossa cultura, de noções um pouco melhores de representatividade, assistam esses vídeos e façam um contraponto – depois me digam: bater em cima da mesma tecla é mesmo inútil? Eu acho que não. Os resultados tão começando a aparecer. Seguiremos firme.

PIRANHA É UM PEIXE VORAZ DO NOSSO GRANDE RIO AMAZONAS. PIRANHA É O NOME DE UM PEIXE, EU JURO QUE É!

 

 

Espero que reflitam sobre o assunto e falem comigo sobre isso aqui nos comentários!

Um beijo colorido e com cheirinho de chá  ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s