Scrapbooking para iniciantes – Materiais e substituições mais baratas

     A técnica de scrapbooking é linda e maravilhosa. Os materiais são encantadores, a arte é atrativa; é abrangente em temática e uso cotidiano, pode ser uma ótima terapia, uma forma de guardar lembranças, uma decoração ou mesmo uma fonte de renda.

Acontece que, a técnica é rígida e os materiais são -relativamente- caros. Investir em materiais específicos para ter bons trabalhos em scrap pode deixar alguma insegurança com relação ao investimento. “Mas e se eu não gostar?” “Será que eu não enjoo?” “Não sei se será um hobbie duradouro…” “vai valer a pena o investimento?”.

Como uma praticante de scrapbooking e viciada em materiais e adornos, posso dizer que SIM, investir em materiais de qualidade vale muito a pena. Os papéis, colas e outros itens são de alta qualidade e livre de ácido. Isso quer dizer que, seguindo a técnica e usando os materiais adequados sua arte não vai amarelar, embolhar, envelhecer as fotos com o tempo, deformar o papel ou corroer suas lembranças nele anexadas.

“Ai, mas ainda to em dúvida, será que vou gostar de fazer isso?” Calma. Há formas de se iniciar na técnica de scrapbooking apenas para teste, para ver se você gosta e leva jeito com a coisa. MAS AVISO: não vá colocar lembranças importantes em álbuns ou materiais que não estejam de acordo com o recomendado para scrapbooking de boa qualidade e duradouro. Não me responsabilizo por suas memórias, fotos e outros materiais arruinados; então para o seu treino, use coisas que possam ser repostas, como fotos que você pode imprimir de novo e folhetos e aleatoriedades sem muita importância.

Tudo certo até aí? Tem uma noçãozinha de montagem de um trabalho de scrapbooking? (Se não tiver não se preocupe, darei mais dicas sobre isso mais pra frente, hoje falarei apenas dos materiais) Então vamos começar.

1. Base de corte: A base de corte é de extrema importância, sem ela você não conseguirá trabalhar. Ela é útil para muitas coisas: cortar papéis e fitas com estilete e ter noção de ângulo e padrão de medida, por exemplo. Você não vai querer estragar sua mesa, certo? E para que tudo fique nos trinks, existe a base de corte para técnicas de scrap. Mas como posso substituir por uma versão temporária e de treino? É simples. Use uma tábua de cortar carne de vidro semi-texturizado, uma base de madeira lisa, ou monte sua base com jornais e papelão (se escolher esse último item, é necessário amarrar bem para não ter dor de cabeça com o jornal se mexendo: aprenda a dar o seu jeito). Eu comecei usando uma tábua de vidro para cortar alimentos e deu bem certinho.

Um exemplo de base de corte adequada para scrapbooking, que custa R$60,80 na loja online Casa da Arte:

7501

E aqui um exemplo que gambiarra que eu usava quando não tinha dinheiro para comprar a base certa, uma tábua de cortar alimentos de vidro temperado levemente texturizado, o que me ajudava com a precisão do estilete, impedindo-o de deslizar para os lados na hora do corte; você pode encontrar uma em qualquer lojinha ou supermercado, e não é muito caro (eu catei uma que minha avó tinha sobrando). OBS: Como uma tábua de cortar alimentos não tem marcações de medida e ângulo, você tem que ser especialmente cuidadoso com as medidas ao cortar o papel. Meça tudo com a régua e marque com um lápis o lugar certo para cortar.

 

2. Cola: A cola para scrapbooking é livre de ácido e não deforma o papel, além de ter uma aderência ótima. Esse é um item difícil de ser substituído, mas… na falta dele você pode usar uma boa cola em bastão, que não deixará marcas ou deformações no papel. É importante saber que a durabilidade de uma cola comum é bem inferior. Você pode encontrar uma cola para scrap por R$19,90 na loja online Arte Papel e Pano.

150_9160

3. Tesouras e estiletes: Para começar, você pode usar tesouras e estiletes normais de papelaria. Se quiser investir na técnica mais tarde, existem tesouras que fazem corte em diferentes formatos, estiletes e tesouras de alta precisão, algumas com cabos anatômicos e etc. Você pode encontrar alguns desses materiais aqui.

4. Fitas adesivas: São bem práticas na hora de montar o seu projeto. É importante ter pelo menos uma fita dupla-face (mesmo que você opte pelas simples de papelaria para o seu treino/teste). As fitas dupla face adequadas para scrap (média de R$6) também são livres de ácido e tem melhor aderência; você também pode usar as fitas bananas (média de R$4 a R$8 dependendo do tamanho), que são fitas dupla-face com relevo em espuminha para dar um acabamento mais dinâmico para sua arte. Outros tipo de fita que são legais para decorar são as washi-tapes (média de R$15), que são fitas adesivas coloridas e estampadas. Você pode encontrar os 3 tipos de fitas aqui e aqui.

5. Régua: O adequado é usar uma régua de metal, já que as réguas de plástico são facilmente cortadas e danificadas pelos estiletes. Se você optar por usar uma régua comum de plástico para auxiliar o seu corte, use a parte mais gordinha da régua para que o estilete não desvie com tanta facilidade. Os dois tipos você encontra em papelarias e livrarias comuns.

6. Papéis: O papeis são os queridinhos dessa festa toda. Eles tem medidas específicas de papel de scrap (30,5X30,5cm), são livres de ácido e com gramatura mais pesada (geralmente 180 gramas). Eu particularmente acho que não rola fazer scrap com papéis comuns de caderno ou folha sulfite. Elas são moles e não vão aguentar como estrutura do seu trabalho. As minhas lojas preferidas para comprar papel específico de scrap são a Arte papel e pano, a Scrap Store e a Scrap Mimos. Os papéis separados variam muito de preço, você pode encontrá-los por R$3 a R$12 dependendo da marca; mas em geral, a maioria custa em torno de R$4 ou R$5.

Mas uma loja que eu amo de coração é a loja online da Filipaper; lá você não encontra papéis em tamanho padrão de scrap, mas encontra maços de papéis que atendem à qualidade padrão scrap (gramatura 180, livre de ácido). Os papéis que eu compro de lá são vendidos em conjuntos de pacotes como os de folhas sulfites comuns e têm tamanho A4. São ótimos para substituir cardstocks (que são basicamente as “páginas do álbum”) e os papeis de estampas com padrões. Eu recomendo muitíssimo que antes de você sair gastando dinheiro por aí dê uma olhada na seção da Filipaper DECOR e na seção Filipaper Classics; são materiais de ótima qualidade, e o preço sai MUITO mais em conta do que comprar vários papéis e cardstocks separados (você só terá que adaptar o tamanho do seu álbum como muitos já fazem mesmo com folhas tamanho padrão scrap, que são muito grandes). Você também encontra esses maços de papéis em papelarias físicas, mas custam em média R$10 mais caro que no site (acreditem).

 Agora, você tem outra opção (que eu particularmente acho menos adequada, por gastar mais tempo e dar mais trabalho, além de tudo o preço fica praticamente o mesmo de comprar um maço de papel iguais os mostrados acima, mas muitos gostam) que é escolher suas próprias estampas e imprimir num papel de gramatura 180 ou mais de sua preferência. Você pode achar estampas e imagens para artes em scrap neste siteno Pinterest (aqui você vai achar muitas coisas e muitos sites diferentes) e até mesmo no Google Imagens.

7. Papel e material para fazer a capa: Se você optar por fazer seu próprio encadernamento (o que é adequado, visto que os álbuns pronto e “em branco” ou “crus” custam muito caro), eu recomendo usar papel panamá ou papel paraná. Mas qualquer papelão mais durinho que possa ser usado de capa serve; fica a seu critério. Você pode encontrar o papel paraná na Kalunga clicando aqui, ou pode procurar papelões de gramatura mais alta em papelarias e lojas de artesanato. Quando fui numa loja de artesanato no centro da minha cidade achei um tipo de papelão (eu não lembro e nem achei o nome!) que era vendido em folhas A2 (muito grande) e custava R$2,40 cada, então comprei logo 4 folhas; a gramatura não é tão alta mais serviu muito bem para fazer a capa do meu álbum.

487181d

8. Cortadores e furadores: Tem de várias figuras e formas, vários tamanhos, para fazer cantos, círculos, tags e etc. A variedade é incrível; em compensação o preço não é muito simpático para quem pensa em começar. Minha gambiarra inicial era usar um furador para abrir um círculo no meio do papel (daqueles que se usa para guardar papéis em fichários e arquivos, encontrados em praticamente todas as papelarias) e a partir dali eu abria uma fenda com a tesoura e/ou estilete e cortava a figura com o auxílio de moldes que eu fazia em papelão (muito empenho eu sei, mas é uma ideia).

Aqui um exemplo desses furadores comuns dos quais eu estou falando: 607033d

E aqui alguns exemplos de furadores pequenos e mais baratos para quem vai começar (os preços variam aproximadamente de R$15 a R$35, e você pode encontrar alguns na loja da Scrap Store clicando aqui (procura bem tá? não desanima). OBS: todos os exemplos que vou deixar em imagem aqui em baixo você encontra clicando no último link e estão dentro da faixa de preço (algumas raridades até mais baratas).

E para substituir os cortadores de canto e outros tipos mais caros você pode usar essas tesouras com cortes fofinhos da marca Toke&Crie (TEC) por R$11,80 clicando aqui.

 

9. Acessórios e aviamentos: Minha parte preferidaaaaaaaaaaaaaaaa! Para decorar e incrementar sua arte você pode usar coisas como: botões de vários tipos, cores e tamanhos, meias-pérolas, fitas, carimbos, mini flores artificiais, adesivos, canetas coloridas, apliques, rendas, tecidinhos, barbantes e mais o que a sua imaginação mandar! *suspiros* Você encontra esses materiais principalmente em lojas de aviamentos, papelarias, livrarias e lojas de artesanato (todas as lojas podem ser online ou físicas, mas eu particularmente adoro ir na lojinha de aviamentos aqui perto de casa e escolher tudo com calma e carinho, podendo ver os tamanhos, cores e texturas nas minhas mãos). Essas coisas são baratinhas (menos as canetas que podem ser mais carinhas: como as da Stabilo e as Nanquins) e lindas! Vou deixar umas imagens como exemplos para inspirar:

 

10. Suas lembranças: Vale usar fotos, convites, envelopes, cartas, bilhetes, folhetos de viagem, entradas, ingressos, guardanapos, e o que mais você quiser! Eu tenho até embalagens de doces diferentes coladas nos meus scraps. 😀

Então, esses são os materiais básicos da técnica de scrapbooking; com eles você pode fazer além de álbuns coisas como convites, marcadores de página, decoração de festas, adornos e decorações, planners, agendas, cadernos e porta-retratos.

Algumas das papelarias que mencionei neste post também vendem materiais que você pode usar em seu scrap.

 Me siga no Pinterest para ver todas as ideias de diy, artesanato e scrapbooking que salvo por lá!

Gostaram? Por favor, comentem! Digam se faltou alguma coisa, se tem alguma dica, alguma loja preferida, material que mais gosta de comprar e etc. Esse post foi feito com muito carinho e com todas as técnicas que eu uso nos meus trabalhos, então não deixe de dar sua opinião!

               Um super beijo azul e com cheirinho de chá ❤

JPEG Logo sem nome

Anúncios

Um comentário sobre “Scrapbooking para iniciantes – Materiais e substituições mais baratas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s